Desafios na construção de máquinas | Omron, Portugal

Início de sessão

Please use more than 6 characters. Forgot your password? Click here to reset.

Alterar palavra-passe

Temos experienciado dificuldades técnicas. O seu pedido não foi submetido com sucesso. Por favor aceite as nossas desculpas e tente novamente mais tarde. Detalhes: [details]

Download

Registo

Temos experienciado dificuldades técnicas. O seu pedido não foi submetido com sucesso. Por favor aceite as nossas desculpas e tente novamente mais tarde. Detalhes: [details]

Download

Obrigado por se registar na Omron

Foi-lhe enviado um e-mail para concluir o registo da sua conta para

Voltar ao Website

obtenha acesso directo

Preencha os seus dados abaixo e obtenha acesso directo ao conteúdo desta página

Text error notification

Text error notification

Checkbox error notification

Checkbox error notification

Temos experienciado dificuldades técnicas. O seu pedido não foi submetido com sucesso. Por favor aceite as nossas desculpas e tente novamente mais tarde. Detalhes: [details]

Download

Agradecemos o seu interesse

Já tem acesso a Desafios na construção de máquinas

Foi enviado um e-mail de confirmação para

Continuar para a página

ou obtenha acesso directo para transferir este documento

Desafios na construção de máquinas

O desenvolvimento do sector da construção de máquinas em economias com baixos salários faz com que as OEMs sintam frequentemente que se encontram a trabalhar sob a ameaça de importações baratas. No primeiro de uma série de artigos, Robert Brooks traça um olhar sobre as características essenciais que irão manter os construtores de máquinas do Reino Unido na linha da frente e sobre as oportunidades para aumentar ainda mais as mais-valias dos seus produtos.

Nos últimos 20 anos, a construção de máquinas no Reino Unido sofreu alterações radicais. Muitas destas alterações foram evidentemente impulsionadas pelas novas tecnologias, mas muitas mais se devem à tentativa de satisfazer a ampla diversidade de requisitos dos utilizadores actuais, ao mesmo tempo que se tenta travar a colocação no mercado de novos produtos de baixo-preço por parte da concorrência.

Naturalmente, o factor preço é uma pressão, mas os utilizadores finais tendem a focar-se mais na velocidade, na fiabilidade, na flexibilidade e nos custos durante a vida útil. Simultaneamente, a necessidade de se diferenciarem da concorrência faz com que os construtores de máquinas construam uma maior quantidade de máquinas únicas e de máquinas para finalidades específicas, idealmente sem causar impacto no tempo de desenvolvimento ou no custo. Estes dois conjuntos de critérios poderão parecer contraditórios, mas tal não precisa de ser necessariamente assim, pois as mais recentes tecnologias de automação oferecem aos construtores de máquinas todas as ferramentas de que necessitam para desenvolverem modelos de máquinas muito superiores de forma mais rápida e económica.

Transfira o artigo completo abaixo