Medição de pressão e força (PFM) do cobô | OMRON, Portugal

Início de sessão

Temos experienciado dificuldades técnicas. O seu pedido não foi submetido com sucesso. Por favor aceite as nossas desculpas e tente novamente mais tarde. Detalhes: [details]

Download

Registo

Temos experienciado dificuldades técnicas. O seu pedido não foi submetido com sucesso. Por favor aceite as nossas desculpas e tente novamente mais tarde. Detalhes: [details]

Download

Obrigado por se registar na Omron

Foi-lhe enviado um e-mail para concluir o registo da sua conta para

Voltar ao Website

obtenha acesso directo

Preencha os seus dados abaixo e obtenha acesso directo ao conteúdo desta página

Text error notification

Text error notification

Checkbox error notification

Checkbox error notification

Temos experienciado dificuldades técnicas. O seu pedido não foi submetido com sucesso. Por favor aceite as nossas desculpas e tente novamente mais tarde. Detalhes: [details]

Download

Agradecemos o seu interesse

Já tem acesso a Medição de pressão e força (PFM) do cobô

Foi enviado um e-mail de confirmação para

Continuar para a página

ou obtenha acesso directo para transferir este documento

Medição de pressão e força (PFM) do cobô

Quando um sistema de robôs colaborativos utiliza a função de limitação de potência e força (PFL, Power and Force Limiting) como método de redução de riscos, os valores reais de força e pressão durante os eventos de contacto têm de ser validados. Com a utilização de equipamento especializado calibrado, o nosso consultor de serviços de segurança irá medir todos os contactos quase-estáticos e transitórios identificados durante a avaliação de riscos. Este serviço assegura que ambos os valores irão permanecer abaixo dos valores limite, de acordo com a norma ISO/TS 15066.

Contacte-nos para obter consultoria sobre segurança de máquinas

Como funciona

A função PFL (limitação de potência e força) do cobô irá permitir a monitorização dos binários aplicados aos eixos do robô para controlar a força aplicada em cada circunstância. No entanto, a pressão exercida num possível contacto continuará a depender das superfícies de contacto.

Isto significa que a ferramenta ou outros acessórios utilizados no seu cobô irão causar pressão na área de contacto que deve permanecer abaixo dos valores limite estabelecidos pela norma ISO/TS 15066.

Por este motivo, uma vez obtida uma lista com todos os eventos de contacto possíveis, quase-estáticos e transitórios, através de uma análise de risco da sua aplicação específica, os nossos consultores irão medir a força e a pressão aplicadas em cada um desses eventos, permitindo verificar se esses valores estão ou não dentro dos valores limite ou se é necessária optimização adicional.