Robótica inteligente permite a produção flexível de testes rápidos de anticorpos de coronavírus na Senova | OMRON, Portugal

Início de sessão

Temos experienciado dificuldades técnicas. O seu pedido não foi submetido com sucesso. Por favor aceite as nossas desculpas e tente novamente mais tarde. Detalhes: [details]

Download

Registo

Temos experienciado dificuldades técnicas. O seu pedido não foi submetido com sucesso. Por favor aceite as nossas desculpas e tente novamente mais tarde. Detalhes: [details]

Download

Obrigado por se registar na Omron

Foi-lhe enviado um e-mail para concluir o registo da sua conta para

Voltar ao Website

obtenha acesso directo

Preencha os seus dados abaixo e obtenha acesso directo ao conteúdo desta página

Text error notification

Text error notification

Checkbox error notification

Checkbox error notification

Temos experienciado dificuldades técnicas. O seu pedido não foi submetido com sucesso. Por favor aceite as nossas desculpas e tente novamente mais tarde. Detalhes: [details]

Download

Agradecemos o seu interesse

Já tem acesso a Robótica inteligente permite a produção flexível de testes rápidos de anticorpos de coronavírus na Senova

Foi enviado um e-mail de confirmação para

Continuar para a página

ou obtenha acesso directo para transferir este documento

A Senova, especialista em tecnologia médica alemã, colaborou com a OMRON e a Kraus Maschinenbau GmbH para inaugurar a fábrica do futuro.

As empresas de retalho, produção e do sector público em todo o mundo estão a recorrer à tecnologia para fornecer soluções para a crise do coronavírus. Estão a ser utilizadas tecnologias inovadoras de robótica, sensores e inteligência artificial (IA) para acelerar os processos e melhorar a conformidade com os requisitos de higiene. No entanto, para progredir na batalha contra o vírus, as empresas têm de estabelecer parcerias com organizações com experiência nessas áreas.

Um exemplo disso é o trabalho realizado recentemente pela Senova, empresa alemã de tecnologia médica, em conjunto com especialistas em robótica da OMRON e especialistas em engenharia mecânica da Kraus Maschinenbau GmbH. A Senova é líder no desenvolvimento e na produção de sistemas de teste rápidos para biomarcadores, vírus e microrganismos, incluindo a tecnologia de ensaio de fluxo lateral (LFA). A Kraus é especializada em soluções de dispensação, contagem, separação, fornecimento e posicionamento de papel e produtos lisos.

Ao longo dos últimos seis meses, as três empresas desenvolveram máquinas de produção com robótica inteligente. Estas máquinas têm automatizado e simplificado a produção manual morosa dos testes de anticorpos de coronavírus. Esta era uma questão fundamental, uma vez que o aumento rápido da procura implicava a aceleração da produção dos kits de teste por parte da Senova, bem como o desenvolvimento de uma produção e embalagem mais interligadas.

Produção mais rápida de testes de anticorpos

O produto mais recente da Senova é um teste rápido de anticorpos de COVID-19 que mostra, no espaço de dez minutos, se alguém está infectado com o vírus. O teste foi desenvolvido por uma equipa de investigação internacional e recorre a uma amostra de sangue para indicar se alguém está infectado ou se já é imune.

A Senova começou a comercializar os primeiros testes rápidos de anticorpos de coronavírus em tempo recorde, que ajudam as pessoas, incluindo os profissionais de saúde, a saber se são imunes. Devido à procura mundial pelos novos testes, a Senova precisou de aumentar a produção para acompanhar os milhares de encomendas. Foi necessário aumentar a flexibilidade, fiabilidade e velocidade de produção e embalagem dos kits de teste, e a automação permitiria simplificar muitos dos processos, como o corte das tiras de teste e a embalagem. As mudanças tiveram de ser implementadas rapidamente para responder à crescente procura e reduzir a propagação do vírus.

A Senova e a Kraus desenvolveram um conceito de fornecimento e embalagem dos kits utilizados para o teste rápido de anticorpos. O corte preciso das tiras de teste e a colocação no kit de teste são agora realizados por máquinas da Kraus. Estes processos são melhorados pela robótica e tecnologia da OMRON.

Robôs que fazem a diferença

Robôs que fazem a diferença

Com a ajuda das novas máquinas, é agora possível cortar e embalar 30 a 45 testes rápidos de coronavírus por minuto. Para satisfazer a crescente procura, estão agora planeadas outras máquinas para este efeito. Os robôs eCobra600 da OMRON foram escolhidos para as acções precisas de processamento, montagem e manuseamento de materiais utilizadas na tecnologia médica. O robô de quatro eixos tem um alcance até 800 mm e a tecnologia eCobra oferece elevada repetibilidade e uma carga útil até 5 kg.

Os restantes dispositivos da OMRON incluem robôs Quattro 650 H que podem ser controlados por Ethernet. O braço de quatro eixos distribui uniformemente a carga no robô, permitindo o transporte e a montagem rápidos e de alta precisão. Os robôs foram concebidos para cargas úteis elevadas e conseguem recolher várias peças em simultâneo, acelerando a produção dos testes de coronavírus. O controlo das máquinas de corte e embalagem também provém da OMRON e está integrado nas linhas de produção da Kraus.

Os cobôs TM5-700 da OMRON concebidos para trabalharem com pessoas e máquinas também fazem parte da solução. O cobô possui um sistema de processamento de imagens integrado que permite mudanças rápidas de produto. Além de aumentar a produtividade, podem ser-lhe ensinadas diferentes tarefas, permitindo, por exemplo, reduzir as tarefas repetitivas dos funcionários, assim como o corte de testes e a embalagem. A câmara de visão integrada e a tecnologia de iluminação permitem a detecção precisa de objectos, melhorando a fiabilidade, a consistência e a precisão de processos como "pick and place".

Para o corte e a embalagem das tiras de teste, a matéria prima é introduzida na linha, separada, posicionada e colocada numa unidade linear servo. Posteriormente, pode então ser cortada com precisão. O robô insere a tira em branco no kit de teste plástico e monta as partes frontal e traseira. Em seguida, a máquina de embalagem de testes rápidos de anticorpos recebe os kits de teste. As bolsas de embalagem pré-montadas são separadas por um alimentador de fricção e dispensadas para a máquina de embalagem, e são colocadas as etiquetas do produto. Outro robô insere o kit de teste na bolsa, a qual é selada termicamente e transferida para o tapete de distribuição.

Sucesso através da cooperação

Christoph Waldenmeier, consultor de vendas da OMRON, comenta: "A última geração de testes de COVID-19 é agora produzida numa nova área de produção e as linhas de produção estão totalmente equipadas com a tecnologia da OMRON. Estamos satisfeitos por podermos utilizar a nossa tecnologia para apoiar uma pequena parte dos esforços globais para combater o coronavírus."

Joachim Kraus, director executivo da Kraus Maschinenbau, acrescenta: "A implementação rápida e sem complicações deste projecto desafiante só foi possível graças à excelente interacção e cooperação entre cliente, construtor de máquinas e fornecedor de sistemas e controlo."

Contacte-nos para obter mais informações